Regeneração óssea na região posterior da maxila para instalação de implantes dentários

Rudys Rodolfo De Jesus Tavarez, Adriana Santos Malheiros

Texto completo:

HTML

Resumen

Introdução: regeneração óssea da região posterior da maxila, é um recurso importante para possibilitar a localização correta dos implantes e assim permitir uma adequada reabilitação protética. Várias técnicas cirúrgicas são relatadas, desde a forma de acesso ao seio, elevação da membrana de Schneider e preenchimento da cavidade.
Objetivo: abordar os recursos que vem sendo utilizados na cirurgia de regeneração óssea da região posterior da maxila bem como a efetividade dos métodos aplicados.
Métodos: foi realizada uma busca eletrônica da literatura, nas bases de dados LILACS, MEDLINE e BBO de estudos publicados na língua inglesa e portuguesa. Como critérios de inclusão foram considerados artigos entre o ano 2000 e 2014, sendo que as palavras chaves que orientaram a busca foram: maxillary bone regeneration, Schneiderian membrane, maxillary sinus lift. Foram obtidos 1 529 artigos, dos quais selecionados 27 artigos relevantes para o estudo em questão. Como critérios de exclusão foram eliminados artigos no qual se encontravam no ano abaixo de 2008 e que fugiam do assunto em questão.
Análises e integração da informação : encontrou-se que a técnica tradicional de acesso ao seio maxilar com uso de brocas, elevação da membrana, por meio de curetas, e a regeneração propriamente dita com enxerto ósseo autógeno e/ou heterógeno continuam como as mais utilizadas, no entanto alternativas menos invasivas como tecnologia ultrassônica para fazer acesso, hidrodissecção para elevar a membrana Schneider e biomateriais para preencher a cavidade surgem como opções viáveis e com resultados favoráveis.
Conclusões: existe um direcionamento na busca por métodos e materiais que diminuam a morbidade da técnica tradicional e que ofereçam resultados satisfatórios a curto e a longo prazo. A utilização de técnicas cirúrgicas menos invasivas e uso de biomateriais estão entre os avanços para a regeneração da região posterior da maxila.

Palavras chave: maxila posterior atrófica; elevação de seio; membrana Schneider.